terça-feira, 23 de novembro de 2010

PUDIM


Divulgação/ Tirolez / Pudim para alegrar uma tarde de bobeira

PUDIM
Por Marta Medeiros


Não há nada que me deixe mais frustrada
do que pedir Pudim de sobremesa,
contar os minutos até ele chegar
e aí ver o garçom colocar na minha frente
um pedacinho minúscula do meu pudim preferido.
Uma só.

Quanto mais sofisticado o restaurante,
menor a porção da sobremesa.
Aí a vontade que dá é de passar numa loja de conveniência,
comprar um pudim bem cremoso
e saborear em casa com direito a repetir quantas
vezes a gente quiser,
sem pensar em calorias, boas maneiras ou moderação.

O PUDIM é só um exemplo do que tem sido nosso cotidiano.

A vida anda cheia de meias porções,
de prazeres meia-boca,
de aventuras pela metade.
A gente sai pra jantar, mas come pouco.

Vai à festa de casamento, mas resiste aos bombons.

Conquista a chamada liberdade sexual,
mas tem que fingir que é difícil
(a imensa maioria das mulheres
continua com pavor de ser rotulada de 'fácil').

Adora tomar um banho demorado,
mas se contém pra não desperdiçar os recursos do planeta.

Quer beijar aquele cara 20 anos mais novo,
mas tem medo de fazer papel ridículo.

Tem vontade de ficar em casa vendo um DVD,
esparramada no sofá,
mas se obriga a ir malhar.
E por aí vai.

Tantos deveres, tanta preocupação em 'acertar',
tanto empenho em passar na vida sem pegar recuperação...

Aí a vida vai ficando sem tempero,
politicamente correta
e existencialmente sem-graça,
enquanto a gente vai ficando melancolicamente
sem tesão...

Às vezes dá vontade de fazer tudo 'errado'.
Deixar de lado a régua,
o compasso,
a bússola,
a balança
e os 10 mandamentos.

Ser ridícula, inadequada, incoerente
e não estar nem aí pro que dizem e o que pensam a nosso respeito.
Recusar prazeres incompletos e meias porções.

Até Santo Agostinho, que foi santo, uma vez se rebelou
e disse uma frase mais ou menos assim:
'Deus, dai-me continência e castidade, mas não agora'...

Nós, que não aspiramos à santidade e estamos aqui de passagem,
podemos (devemos?) desejar
vários pedaços de pudim,
bombons de muitos sabores,
vários beijos bem dados,
a água batendo sem pressa no corpo,
o coração saciado.

Um dia a gente cria juízo.
Um dia.
Não tem que ser agora.

Por isso, garçom, por favor, me traga:
um pudim inteiro
um sofá pra eu ver 10 episódios do 'Law and Order',
uma caixa de trufas bem macias
e o Richard Gere, nu, embrulhado pra presente.
OK?
Não necessariamente nessa ordem.

Depois a gente vê como é que faz pra consertar o estrago . .

domingo, 21 de novembro de 2010

Um abr






Receba um abraço!

Não um abraço frouxo, desajeitado,

desses dado de qualquer jeito, não!

É um abraço apertado, que segura a alma,

retém até o problema mais imediato,

ampara e traz conforto, alento de fato.

As vezes, um abraço de verdade amplia horizontes,

consola mais que mil palavras,

retifica opiniões, esclarece dúvidas,

sela amizades, reconforta o amor,

restaura vidas e até quebra barreiras,

termina brigas que parecem sem fim,

transforma terreno abandonado em jardim.

Por isso, receba meu abraço.

Ele pode ser muito simples,

e é assim que o abraço sincero deve ser.

Leve e seguro,

generoso e reconfortante,

poderoso e singelo,

humilde, mas cheio de calor,

carregado de lembranças, que se enche de amor.

Amor puro, fraterno, terno,

que lembra um pouco a infância,

abraço gostoso, como abraço de criança,

que nos remete ao futuro, a uma nova chance,

abraço é tudo de bom, é a própria esperança.

Receba então meu abraço, cheio de ternura,

e, se me permite, com traços de luz.

A ternura é minha, mas a Luz,

essa não, essa é do nosso maior amigo,

abraço fraterno, do Mestre Jesus.

Sinta-se abraçado(a)!

Eu acredito em você

Paulo Roberto Gaefke




QUATRO LEIS DA ESPIRITUALIDADE




QUATRO LEIS DA ESPIRITUALIDADE


Na Índia, são ensinadas as “quatro leis da espiritualidade”:
A primeira lei diz:
“A pessoa que vem é sempre a pessoa certa”.
Ninguém entra em nossas vidas por acaso.
Todas as pessoas ao nosso redor, interagindo com a gente, têm algo para nos ensinar e colaboram no avanço de cada situação.
A segunda lei diz:
“Aconteceu a única coisa que poderia ter acontecido”.
Nada, nada absolutamente nada, do que acontece em nossas vidas poderia ter sido de outra forma. Mesmo o menor detalhe.
Não há nenhuma outra opção.
O que aconteceu foi tudo o que poderia ter acontecido, para aprendermos uma lição e seguirmos em frente.
Todas, e cada uma das situações que acontecem em nossas vidas, são absolutamente perfeitas.
A terceira lei diz:
“Toda vez que você tomar uma decisão, será sempre o momento certo”.
Tudo só começa na hora certa, nem antes, nem depois.
Somente quando estivermos prontos para iniciar algo novo em nossas vidas, é que as coisas acontecerão.
A quarta lei diz:
“Quando algo termina, é porque foi concluído”.
Simplesmente assim.
Se algo acabou em nossas vidas é para a nossa evolução.
Por isso, é melhor soltar, seguir em frente enriquecido pela experiência.
Não é por acaso que estamos lendo este texto agora.
Se ele vem à nossa vida hoje, é porque estamos preparados para entender que “nenhum floco de neve cairá no lugar errado”.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

NO RUMO DA PAZ




NO RUMO DA PAZ


Se você retirar a sombra de tristeza que lhe cobre o olhar, observará que o Sol e o Tempo renasceram, hoje, a fim de que você possa refazer-se e recomeçar.
Não se sabe de ninguém que houvesse conseguido a restauração ou o êxito em clima de desabafo.
Sorrir atraindo dedicações e possibilidades ou mostrar a face agoniada da irritação, suscitando adversários ou problemas, dependerá sempre de você mesmo.
Ódio e medo, inveja ou ciúme, desespero ou ressentimento desajustam a mente, e a mente desequilibrada envenena o corpo.
Procure ver o melhor dos outros e dê aos outros o melhor de você, porque o pessimismo jamais edifica.
Você receberá auxílio e assistência na medida exata das suas prestações de serviço ao próximo, recebendo ainda, por acréscimo, valiosas bonificações da Providência Divina.
Recordemos que situar-nos nas dificuldades dos outros, de modo a senti-las como se fossem nossas, para auxiliar aos outros, sem exigência ou compensação, é a maneira mais justa de garantir a paz.
Lembremo-nos sempre de que a criatura humana, seja qual for a condição em se encontre, conquanto as imperfeições ou fraquezas que ainda carregue, é um anjo em formação, caindo às vezes para levantar-se e aprender as lições do Bem com mais segurança. E, segundo as leis de evolução, toda a criatura, a fim de burilar-se, é chamada a esforço máximo, no qual a dificuldade e o sofrimento estão incluídos por ingredientes de progresso e sublimação.
Por isso mesmo, em quaisquer ocasiões, seja de alegria ou inquietação, fracasso ou refazimento, se aspiramos a seguir para as vanguardas de elevação e felicidade, amor e luz, só nos resta uma solução: trabalhar.
ANDRÉ LUIZ
(Do livro "Astronautas do Além", 9, GEEM)
Realização: Instituto André Luiz

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Prece ao Senhor


Prece ao Senhor
Oh!Deus do Universo,Deus de todas as graças em ti confio me resguardo.
Deus da criação que estás em cada ser renova-me a cada dia mantendo a vida ,dádiva preciosa que me destes.
Deus que estás em toda parte, conceda-me a visão clara no caminho onde a vida se percorre.
Deus de todas as crenças, reuna-nos sempre com o único propósito de amar a ti sobre todas as coisas e ao nosso próximo como a nós mesmos.
Deus permita que me proteja em seus braços amigo.Descansa-me, relaxa-me, fortaleça-me para a jornada a seguir.
Faça sempre a Tua vontade e nunca a minha.
Oh! Deus de Amor ,Justiça e misercórdia sempre esteja conosco.

Amém !

Perdão



O que é mais importante: Perdoar ou pedir perdão?
Quem pede perdão mostra que ainda crê no AMOR...
Quem perdoa mostra que existe amor para quem crê.
Mas não importa saber qual das duas coisas é importante.
O que importa saber é que perdoar é o modo mais sublime de crescer.
E pedir perdão é o modo mais sublime de se levantar...
Perdoar não significa esquecer as marcas profundas que nos deixaram ou mesmo fechar os olhos para a maldade alheia.
Perdoar é... desenvolver um sentimento profundo de compreensão, por saber que nós e os outros ainda estamos distantes de agir corretamente.
Porque não estamos momentaneamente em completo contato com a nossa criação divina e que todos nós temos em várias ocasiões, gestos de irreflexões e
ações inadequadas.
O perdão é o resultado da "Reflexão" introspectiva .
Perdoar é esquecer sem restrições...
Perdoe setenta vezes sete como "ELE" o Divino Mestre JESUS nos ensinou...
Pensem nisso!
**********
Para Perdoar
Quando não se alcança o almejado apesar de orar fervorosamente, às vezes há uma causa mental oculta: não se perdoou a alguma pessoa. Quando odiamos
alguém, esse ódio se infiltra em nosso subconsciente e, mesmo que o
esqueçamos no consciente, ele continua latente. Tendo ódio no
subconsciente, a oração torna-se inútil, ainda que seja fervorosa.
Portanto, é necessário, antes de orar por algo, fazer oração de perdão.
Quem perdoa é perdoado. Para isso, há as seguintes orações:
Eu o(a) perdoei e você me perdoou
eu e você somos um só perante Deus.
Eu o(a) amo e você me ama também;
eu e você somos um só perante Deus.
Eu lhe agradeço e você me agradece.
Obrigado, obrigado, obrigado...
Não existe mais nenhum ressentimento entre nós.
Oro sinceramente pela sua felicidade.
Seja cada vez mais feliz...

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Lições para viver

Lições para viver

Se a desilusão atingir sua alma, devastando
seus sonhos e ofuscando novas
possibilidades. Pense na infinidade de
caminhos que podem se abrir para
você em apenas um dia, uma hora, um minuto...
Se a frustração acariciar friamente sua face,
fazendo você cair diante dos obstáculos,
olhe para trás e veja o quanto você já caminhou.
E o quanto cresceu colhendo em cada trilha amigos sinceros, amores, experiências inesquecíveis...
Se as palavras de insulto
e humilhação agredirem a sua integridade,
lembre-se de que elas são frutos putrefatos
da maldade e da inveja. Vire-se e continue
a caminhar sem dar ouvidos aos fracos de
alma que as pronunciam: um dia
eles entenderão porque são completamente sós...
Se a preocupação com os encargos do dia-a-dia
tomar sua mente e enfraquecer o seu corpo.
Despertando o nervosismo e o estresse,
olhe o horizonte e tente descobrir
as saídas Para os problemas ao invés de
lamentar e achar que eles são
piores do que realmente são... Se o vazio e a
insegurança invadirem o seu peito, abra os braços,
feche os olhos e repita para si mesmo:
"eu posso voar..." Você é capaz de tudo desde
que acredite em si mesmo. Saiba
enxergar a felicidade nas pequenas coisas
da vida, numa conversa com os
amigos, na brincadeira com o cachorro,
numa paquera em barzinho ou no jogo
de damas com seu avô... Rotina é uma palavra
que não existe, pois cada dia
traz consigo pequenas surpresas e cada
pequeno gesto guarda uma imensa
felicidade... E depois de tudo isso,
olhe para si mesmo e veja o quanto
você é especial! Imagine o quanto pode fazer
pelo mundo e pelas pessoas.
Valorize as suas qualidades e tente corrigir
seus defeitos (o que é realmente difícil) e saiba o
quanto é privilegiado por poder caminhar,
cair e aprender com os erros, por ser capaz de
escrever uma história única, como nenhuma outra...
Pense nisso! Ouse sonhar, pois os sonhadores
vêem o amanhã. ouse fazer um desejo, Pois
desejar abre caminhos para a esperança
e ela é o que nos mantém vivos.

Ouse buscar
as coisas que ninguém mais pode ver, acredite
na magia, pois a vida é cheia dela, mas,
acima de tudo, acredite em si mesmo... Porque
dentro de você reside toda a magia da
esperança, do amor e dos sonhos de amanhã.

sábado, 6 de novembro de 2010

Para chegar a ti mesmo


Para chegar a ti mesmo
São apenas dois caminhos que tens pela frente.
São apenas duas escolhas que podes fazer:
ou estás em paz ou estás em guerra contigo mesmo.
Não há mistério.
Aprende que toda vez que a paz não é presente,
a causa reside na escolha que fizeste,
e toda escolha acarreta alterações.
Toda escolha cria realidade e esta realidade
é o que será experimentado por ti.
Pergunta a ti mesmo se a tua escolha
proporcionará bons frutos ao teu percurso.
E lembra: toda escolha pode ser mudada no momento em que desejares.
Esta é uma realidade que não podes modificar,
para que assim tenhas outras oportunidades,
de encontrar o que teu coração tanto aspira.
Ensina somente o que desejas aprender,
doa somente o que desejas receber, pelo contrário,
sentir-te-ás confuso em tuas metas,
e não saberás quais os passos necessários para chegar a ti mesmo.
A confusão é sinônimo de escolhas equivocadas, apenas isso.
Todo sofrimento reside na falta de atenção para contigo mesmo.
Sê atento, o tempo é precioso,
e é através dele que realizas o teu propósito.
Quando estás atento, o cuidado para contigo é presente,
daí a alegria, a paz de espírito, a ausência de erros.
Dá o melhor de ti para o teu caminho e se não souberes fazê-lo,
pede visão, pede luz e chegar-te-á ajuda no mesmo instante.
A bênção é dada a todos que desejam estar inseridos
na realidade de Deus.

Jóias da Vida

http://brilhobijoux.com.br/blog/wp-content/uploads/2009/09/pedras_naturais4.jpg
Esmera-se em suas atitudes...
Que terás uma esmeralda à contemplar...
Brilhas em teu pensamento...
Que terá sempre um brilhante a acompanhar-te.
Ame muito a todos os que te rodeiam...
Que terás sempre um diamante,
a contemplar-te em todos os momentos.
Busque sempre as pequenas coisas,
que verás o quanto pode enriquecer-se,
diante de tantas jóias que lhe é colocada na vida.
Dê valor aos pequenos gestos,
que verás o quanto pode crescer diante das dificuldades.
Não busque a felicidade em bens materiais,
porque a real felicidade está em conquistas não palpáveis.
Segure sempre dentro de ti o que lhe favorece o aprendizado,
não percas tempo nem energia,
em acontecimentos que não lhe trarão aprendizado.
Perceba que pode encontrar-se em qualquer cantinho,
onde haja principalmente o amor verdadeiro.
Espelha-se sempre no que te faz bem,
que verá quantas jóias pode adquirir com o passar do tempo,
Não se preocupe em ser compreendido,
bastas que possas fazer-se compreender.
Guarde consigo todas as jóias que conseguires em tua caminhada,
que terás a certeza de que pôde lapidá-las.
Não esqueças que jóias precisam ser lapidas,
e você não é diferente delas.

Nunca se espera de alguém


Nunca se espera de alguém um tipo de atitude que gostaríamos que tivesse em relação a nós, porque assim nos candidatamos a sofrer o gosto amargo da decepção.
O fim da solidão está no ponto em que paramos de depender dos outros pra somente conviver com eles.
A alegria, então, é possivel quando criamos no íntimo um pacto de aceitação de nós mesmos, de apoio a nós mesmos, de confiança em nós mesmos. Porque é isto que ficamos esperando dos outros, mas ninguém nos dá isto. Nós é que nos damos.
Pense bem: é disto que você se queixa, na solidão.
É não ter apoio: então se apóie.

É não ter compreensão: então, se compreenda.
É não ter a confiança do outro: então, confie em sí.

Lógico! Porque quando você não se tem, fica sendo dos outros pra fazerem o que bem entenderem. Você nem sabe onde você anda! E você perdido chora a falta de companhia de sí mesmo.

Você verá que, quando parar de cobrar das pessoas estas coisas, será mais fácil viver com elas. Fica tudo mais leve, mais espontaneo, mais natural. Quando você não está esperando, todo presente é bonito.


(Calunga)

AÇÃO DE PAZ




AÇÃO DE PAZ


A paz é um dos tesouros mais desejados nos dias atuais. Muito se tem investido para se conseguir um pouco desse bem tão precioso.

Mas será que nós, individualmente, temos feito investimentos efetivos visando tal conquista?

O que geralmente ocorre é que temos investido nossos esforços na direção contrária, e de maneira imprópria.

É muito comum desejar a paz e buscá-la por caminhos tortos, que acabam nos distanciando dela ainda mais.

O Espírito Emmanuel, através da mediunidade de Chico Xavier, escreveu, certa feita, uma mensagem que intitulou ação de paz.

Eis o seu conteúdo:

“Aflição condensada é semelhante à bomba de estopim curto, pronta a explodir a qualquer contato esfogueante.

Indispensável saber preservar a tranqüilidade própria, de modo a sermos úteis na extinção dessa ou daquela dificuldade.

Decerto que para cooperar no estabelecimento da paz, não nos seria lícito interpretar a calma por inércia.

Paciência é a compreensão que age sem barulho, em apoio da segurança geral.

Refletindo com acerto, recebe a hora de crise sem qualquer idéia de violência, porque a violência sempre induz ao estrangulamento da oportunidade de auxiliar.

Diante de qualquer informação desastrosa, busca revestir-te com a serenidade possível para que não te transformes num problema, pesando no problema que a vida te pede resolver.

Não afogues o pensamento nas nuvens do pessimismo, mentalizando ocorrências infelizes que provavelmente jamais aparecerão.

Evita julgar pessoas e situações em sentido negativo para que o arrependimento não te corroa as forças do espírito.

Se te encontras diante de um caso de agressão, não respondas com outra agressão, a fim de que a intemperança mental não te precipite na vala da delinqüência.

Pacifica a própria sensibilidade, para que a razão te oriente os impulsos.

Se conservas o hábito de orar, recorre à prece nos instantes difíceis, mas se não possuis essa bênção, medita suficientemente antes de falar ou de agir.

Os impactos emocionais, em qualquer parte, surgem na estrada de todos; guarda, por isso, a fé em Deus e em ti mesmo, de maneira a que não te afastes da paz interior, a fim de que nas horas sombrias da existência possa a tua paz converter-se em abençoada luz.”

As palavras lúcidas de Emmanuel nos sugerem profundas reflexões em torno da nossa ação diária.

Importante que, na busca pela paz não venhamos a ser causadores de desordem e violência.

Criando um ambiente de paz na própria intimidade, poderemos colaborar numa ação efetiva para que a paz reine em nosso lar, primeiramente, e, depois possa se estender mundo afora.

Se uma pessoa estiver permanentemente em ação de paz, o mundo à sua volta se beneficiará com essa atitude.

E se a paz mundial ainda não é realidade em nosso planeta, façamos paz em nosso mundo íntimo. Essa atitude só depende de uma única decisão: a sua.

***

A sua paz interior é capaz de neutralizar o ódio de muitas criaturas.

Se você mantiver acesa a chama da paz em sua intimidade, então podemos acreditar que a paz mundial está bem próxima.

Porque, na verdade, a paz do mundo começa no íntimo de cada um de nós.


Equipe de Redação do Momento Espírita, com base em mensagem do Espírito Emmanuel, do livro Urgência, psicografia de Francisco C. Xavier.

Como espíritos imortais,


Como espíritos imortais,
de tempos a tempos albergados na carne,
vemos diante de nós a urgente tarefa da reeducação moral.
Somos ainda Espíritos tão imperfeitos,
que as fagulhas do bem a cair sobre a Terra,
como estrelas cadentes em chuva de amor,
sobre nós raramente são percebidas,
por nossos corações tão atormentados.
E tudo isso porque ainda não nos habituamos ao bem.
A imersão no corpo físico vem limitar não somente os sentidos,
mais amplos da alma, mas também o hábito,
milenar de exercer julgamentos.
Vamos educá-los com amor. A começar pelos olhos,
vamos treiná-los para ver o bem em toda a parte.
Por mais degradante ou suspeita,
a imagem que surja diante de nós, que nossos olhos,
tocados pelo amor de Deus, possam cobri-la de luz,
e torná-la um convite à caridade, à solidariedade e ao bem comum.
Que o mendigo não seja, portanto, o delinqüente;
mas o irmão em maior necessidade.
Que o violento seja alguém a nos clamar candura.
Que o salteador seja uma alma mais necessitada,
daquele bem que talvez acumulássemos em demasia.
Que o assassino seja apenas um espírito,
que se distanciou de Deus e suas leis de amor,
a nos rogar complacência e reeducação.
Que o familiar indisciplinado seja o Espírito,
em imensa dificuldade que Deus confiou ao nosso amor.
Façamos aos outros como Jesus faz conosco.
Olhemos com olhos do bem,
para ver o bem do Cristo em toda parte.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Valorize-se

http://3.bp.blogspot.com/_Yy-FD28i0tY/TCt84O7NSeI/AAAAAAAAAJY/d2gtf0liB0c/s1600/espelho-beleza-09.jpg

Valorize-se

Diante do espelho eu vi;
olhos cansados de tanto esperar.
olhos inchados de tanto chorar.
Olhos acinzentados de tanto desanimar.
Olhos perdidos, sem foco, sem onde se fixar.

No espelho, vi apenas o reflexo do que eu permito ser,
bem como, o que permito que os outros façam comigo.
No espelho, nessa superfície lisa e sem vida,
vi que a minha vida não tinha brilho.
E decidi mudar.

Comecei notando os melhores traços,
meus olhos eram bonitos, tinham uma cor…
Meu rosto, assim meio de lado, tem um brilho…
Minha boca semi-aberta é bonita…
Eu começo a perceber em mim, o que eu deveria ver,
como eu gostaria que os outros me vissem.
Assim, descobri a auto-estima,
ferramenta poderosa e transformadora,
que hoje, diante do espelho me faz renascer.

Agora vejo o que eu quero ser,
não o que me disseram, nem o que falaram,
apenas o que eu acredito, e repito:
sou bonito, por dentro e por fora!
É questão de me conhecer.
Nada como uma boa propaganda de si mesmo, não é mesmo?
Valorize-se!
A vida é o espelho que reflete aquilo que pensamos de nós mesmos.
Então, o que colhemos é resultado do que plantamos.
Então, plante rosas perfumadas…

Eu acredito em você
Paulo Roberto Gaefke

Veja o Mundo com outros olhos

http://1.bp.blogspot.com/_ye_fyELO3vs/S_w05DCe72I/AAAAAAAAAUg/8De_rCLIjHI/s1600/mundoo.jpg

Veja o Mundo com outros olhos

Quando tudo parecer vazio demais,
observe qualquer lâmina ao microscópio,
até a sua saliva está cheia de vida.
Quando tudo for só desilusão,
observe os seus pensamentos,
perceba para onde eles te levam.
Quando tudo for tristeza,
observe a natureza,
há encanto e cor por onde olhar.
Quando tudo for saudade,
olhe a foto dos amigos, da família,
e silenciosamente ore.
A oração aproxima…
Quando tudo parecer perdido,
sinta-se abraçado por anjos.
Acredite: nunca estamos sozinhos,
nem quando não nos amamos.
Perceba neste dia, que o impossível,
é aquilo que você acredita não poder realizar.
Em você existem POSSIBILIDADES INFINITAS,
CAPACIDADES escondidas, abafadas,
perdidas em você, na confusão dos seus sentimentos.
Acredite em você!
Tudo pode ser diferente,
até você, até suas dúvidas, seu mau-humor,
suas decepções, suas revoltas.
Toca tudo no lixo, e abra-se para o novo.
E se não souber por onde começar, comece por Jesus:
“Eis que Faço Novas Todas as Coisas”
Quer começo melhor?
Eu acredito em você
Paulo Roberto Gaefke

ONDA DO BEM

fazer o bem


ONDA DO BEM

(espalhe essa onda)


Você pensa que são poucos, e na verdade são muitos:
- os que jogam papéis nas ruas;
- os que bebem além da conta;
- os que tem um caso fora do casamento;
- os que usam drogas;
- os que brigam no trânsito;
- os que não suportam o sucesso dos outros;
- os que maltratam os animais;
- os que maltratam as crianças e os idosos;
- os que não ouvem conselhos;
- os que começam alguma coisa e não terminam;
- os que falam, mas não fazem, pedem, mas não dão;
- os que podem fazer muito pelo próximo, mas não fazem nada...

Você pensa que são muitos, mas na verdade são poucos:
- os que doam sangue com regularidade;
- os que doam seus órgãos e avisam a família;
- os que falam do bem e assim agem;
- os que defendem a justiça plena;
- os que visitam doentes e presidiários desconhecidos;
- os que reciclam seus lixos;
- os que cuidam da saúde (quando estão saudáveis);
- os que verdadeiramente buscam a Deus;
- os que se importam com o próximo;
- os trabalhadores da seara bendita;
- os que dizem sim para o trabalho voluntário;
- os que se importam com você.

Pense nisso!
Engrosse as fileiras do bem!
Aliste-se no exército do amor fraterno, doe-se, participe, faça a diferença na vida de alguém.
Comece pela sua:
abandone um vício,
doe sangue;
melhore a sua alimentação;
exercite-se;
valorize a vida, enquanto pode,
perdoe, reconcilie-se com todos.
Viva a simplicidade de depender de muito pouco para ser feliz.

É só começar, a onda do bem vai se espalhar.

espalhe essa onda
Eu acredito em você
Paulo Roberto Gaefke

Casa e Lar

frases de Lar

Casa e Lar
" as diferenças "


Casa é uma construção de cimento e tijolos.
Lar é uma construção de valores e princípios.

Casa é o nosso abrigo das chuvas, do calor, do frio...
Lar é o abrigo do medo, da dor e da solidão.

Casa é o lugar onde as pessoas entram para dormir,
usar o banheiro, comer. Onde temos pressa para sair
e retardamos a hora de voltar.

O lar é o lugar onde os membros da família anseiam
por estar nele, onde refazem suas energias,
alimentam-se de afeto e encontram o conforto do acolhimento.
É onde temos pressa de chegar e retardamos a hora de sair.

Numa casa criamos e alimentamos problemas.
O lar é o centro de resolução de problemas.

Numa casa moram pessoas
que mal se cumprimentam e se suportam.
Num lar vivem companheiros que, mesmo na divergência,
se apoiam e nas lutas se solidarizam.

Numa casa desdenha-se dos nossos valores.
No lar sonhamos juntos.

Numa casa há azedume e destrato.
Num lar sempre há lugar para a alegria.

Numa casa nascem muitas lágrimas.
Num lar plantam-se sorrisos.

A casa é um nó que oprime, sufoca.
O lar é um ninho que aconchega.

Se você ainda mora em uma Casa,
nós o (a) convidamos a transformá-la, com urgência,
em um Lar e que JESUS seja sempre o seu
convidado Especial.

Texto de: Abigail Guimarães
inspirado numa reflexão de Alba Magalhães David

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Falso Brilho

Anjos te protegem

Anjos te protegem

Tanto brilho nas ruas.
Tanta gente bem vestida, falante, as vezes cheia de jóias e perfumes caros. Tantos carros luxuosos.
Casas com tantos quartos que se perdem em corredores intermináveis. Apartamentos apertados com mil esquemas de segurança e preços nas alturas.

Pelas ruas, vejo grades, rostos aflitos.
No metrô e nos ônibus, as pessoas encostam-se aos vidros e dormem.
Nas escolas, professores fingem que ensinam,
alguns alunos se esforçam para comparecer pelo menos em corpo nas aulas que não suportam.
Nos becos, nos cantos escuros e nos bares da moda, muito pó, bebidas, cigarros e pastilhas…

Todo mundo está correndo atrás de algo que não sabe o que é,
dizem que é a felicidade, mas não sabem bem o que é.
Querem tanto uma coisa ou uma pessoa e quando conquistam,
se enjoam, jogam foram, como se fosse um brinquedo de garoto mimado.

Onde estão colocando as suas vidas?
Depositam todas as esperanças, os sonhos,
os desejos nas mãos de outras pessoas.
Quando erram, procuram urgentemente um culpado.
Ninguém quer assumir nenhuma culpa, quando o fazem,
fazem por piedade e se agridem,
mais para chamar a atenção dos outros que por penitência.

Nós precisamos de tão pouco e corremos tanto atrás de “fantasias”,
de “sonhos de papel”, de ilusões que insistimos em carregar por medo de assumir a realidade.

O essencial mesmo é estar de bem com você mesmo.
Não importa se a sua roupa é da moda,
se sua casa está nos Jardins ou na periferia,
importa que seja um lar,
que você e os que lá moram saibam (se) respeitar.

Se você já está procurando se sentir bem com o que você tem,
se você valoriza as suas coisas (mesmo que seja apenas uma muda de roupa), você vai se sentir bem sempre, na riqueza ou na pobreza,
na alegria ou na tristeza,
porque você estará com os pés no chão,
firmes e amparados pelos anjos que te cercam de tanto carinho.

O Essencial é invisível aos olhos da matéria,
abra os seus olhos do coração,

aqueles que Jesus chama de “olhos de ver”,
para que mais e mais pessoas possam dizer:
- como é bom estar perto de você!
Cada dia que passa você fica cada vez melhor.

Eu acredito em você!
Paulo Roberto Gaefke

Valorização da sua vida

Antes do sol se por,
antes da noite derramar a sua ausência de luz,
antes mesmo de você começar a reclamar do trânsito,
da ausência de alguém, do desemprego ou da dor,
entre no silêncio da sua alma e reflita:

Será que você realmente valoriza a vida que tem?

Será que tudo o que você dispõem, e com certeza não te satisfaz,
é o motivo verdadeiro para tamanha insatisfação,
para o mau-humor que fere os que estão a sua volta.
Será que essa tua “sinceridade exagerada”, não é desamor?
Será que os teus comentários não são reflexos amargos,
da “amargura” que te seca por dentro?

Não desperdice o seu talento em coisas fúteis,
não se prenda a tela do computador sem envolvimento,
não se envolva com um “perfil”, nem se compare com ninguém.
Cuide da sua aparência, mas não despreze o emocional,
envolva-se com o bem e dele faça o seu “escudo”.

Quem se preocupa com o próximo, se aproxima de Deus.
Anda envolvido pelos anjos, carrega mel nos gestos,
o falar é doce, o olhar pura magia.

Os que andam com o bem se reconhecem,
e quando encontram o mal, não esmorecem.
Não julgam, não fazem rodinhas, trabalham.

A luz, seja ela uma pequena chama,
sempre faz o escuro parecer menos perverso,
leva um alento, uma esperança de dias melhores.

Reflita.
É tempo de esquecer um pouco o “eu”,
para ser mais “todos”.

Estamos num barco imenso chamado “Vida”,
e não dá para deixar os remos nas mãos de poucos.
Pegue o seu e comece a remar.

O seu destino é o amor!
E, a sua vida só se completará,
quando aprender a dividir para somar
deixar de ser um, para servir e amar.

Eu acredito em você
Paulo Roberto Gaefke

Como no Titanic

Foto Colete Salva Vidas do Titanic por $68.500

Tem muita gente vivendo como se estivesse no Titanic,
já sabendo que ele irá afundar.
Sem aproveitar a viagem, ficam só pensando na hora do desastre.

Como vai ser?
Será que vou me salvar?
Será que vou morrer?

Muitos levam a vida assim, fazendo projeções sombrias,
com medo do amanhã, do anoitecer, do comer.
Tudo faz mal, tudo pode acabar, tudo é perigoso.
Perdem tempo, qualidade de vida e principalmente:
perdem a chance de “participar da história”,
deixando de ser apenas um coadjuvante.

Ora, morrer é o destino de cada um!
Então, já que isso é a única certeza, aproveite a vida.
Se acordou, e noite não foi boa, vá caminhar.
Observe a beleza da vida. Ela está por todo lugar.
Observe seus passos, mas não fique olhando para o chão,
você corre o risco de tropeçar.
Olhe para frente, erga a cabeça.
Bote um sorriso no rosto.

Não é para rir a toa,
é simplesmente deixar a alegria se instalar,
como criança que em tudo vê coisas boas.
Como quem acaba de ganhar o melhor presente,
como aquele que tirou a sorte na loteria.
Deus te deu um super presente: o Dia,
que se escreve a cada momento,
com o seu poder de decidir, se quer ou não,
se anda ou fica parado,
se chora ou se ri,
se procura um amigo, ou fica no quarto escuro,
se se arrisca no novo emprego,
ou se amarga o resto da vida na repartição.

É tempo de decidir:
O que é que vai te fazer feliz?

Só você pode responder.
Ah! 712 passageiros foram salvos do Titanic,
até no pior naufrágio, quem decidi viver, escapa.
Eu acredito em você
Paulo Roberto Gaefke

Em tudo se vê

Não deixe a tristeza que as vezes nem é sua,
tomar conta da sua vida e fazer morada na sua alma quase nua.

Mantenha a serenidade sem rir de qualquer coisa,
pois não somos hienas perdidas.
Nem se perca em tolas lamentações,
como criança mimada no supermercado,
com algum desejo frustrado.

Olhe para a frente!
Até porque, os que olham para o chão,
quase sempre tropeçam nos postes,
ou dão de cabeça no “orelhão”.

Veja quantas oportunidades no dia que começa!

O terreno baldio que tanto te incomoda,
é um convite para o esforço do seu suor.
Oportunidade bendita de criar um jardim,
uma horta, algo muito melhor.

O vizinho que toca música alta pode ser um solitário,
esperando uma visita para um papo,
que pode se estender para um abraço sem nada dizer.
Tudo o que é preciso para uma amizade nascer.

A fofoqueira da rua, é alma carente,
que precisa além de afeto,
uma palavra paciente.

O desemprego desesperador,
pode ser outro bom fator,
para revelar em você, um grande empreendedor.

O martírio dessa doença, uma força para a ciência,
que ao investigar o seu problema abre portas,
desvenda mistérios e na procura,
a tão esperada cura.

O relacionamento que se despedaçou,
pode até significar dor, medo, ausência.
Mas, o coração que hoje se fecha,
é o mesmo que amanhã se alegra,
com a atenção de alguém que desperta,
na sua alma carente,
o eterno desejo de amar,
que em todos é latente.

Por isso, em tudo, não se desespere!
Antes, enxergue possibilidades:
- nas portas que se fecham,
- nos amigos que desaparecem,
- nos contratos que não foram fechados,
- na ligação que não veio,
- no beijo que não virá,
em tudo, uma mão gigantesca vem apoiar,
aqueles que mesmo com chagas, insistem em lutar,
um amor que ultrapassa a nossa compreensão,
vem nos abrigar, e se caímos, vem nos levantar.

Amor além do tempo, sem medidas,
além da compreensão,
amor de Deus, benção para todos,
sem distinção.

Eu acredito em você
Paulo Roberto Gaefke

Precisamos

http://3.bp.blogspot.com/_KzDHCAveAo4/TFLbKj8oIaI/AAAAAAAAGIU/7XJGDNv4UZk/s1600/Perdao.jpg

Encontre no próximo um motivo para acreditar,
que o mundo pode ser cada vez melhor.
Porque aqueles que só vêem defeitos,
aqueles que só criticam, desses,
o mundo está cheio…

Precisamos de mais pessoas que saibam ouvir,
porque os que muito falam estão por toda a parte.

Precisamos de mais realizadores,
porque os que vivem no mundo das idéias,
estão em casa, dormindo e sonhando.

Precisamos de mais religiosidade,
porque de religiões, o mundo já está bem servido.

Precisamos de mais humildade,
porque a soberba e o orgulho andam de mãos dadas.

Precisamos de mais guias sensatos,
porque os “cegos da alma” estão se multiplicando.

Precisamos de mais serenidade,
porque o nervosismo gera pedras,
e a ignorância faz as pedras voarem para todos os lados.

Precisamos de mais educação, respeito,
que permita reconhecer onde começa o seu direito,
e onde termina o meu.

Precisamos de mais remadores no grande barco da Vida,
porque os que desistiram de remar são muitos,
e o barco não pode parar.

Precisamos de pessoas especiais,
que brilhem sem medo de brilhar,
que não parem de lutar,
que não deixem de sonhar e amar.
Precisamos de mais amor,
precisamos de você.

Não se deixe abater pelos pingos da chuva,
depois da maior tempestade, o sol volta a brilhar,
depois da longa noite, o dia vai raiar,
e tudo pode recomeçar.

Eu acredito em você
Paulo Roberto Gaefke

A VITÓRIA DA VIDA

http://infantilidades.files.wordpress.com/2010/06/de-bem-com-a-vida.jpg

A VITÓRIA DA VIDA
(Roberto Abreu)

Pobre de ti, se pensas ser vencido!
Tua derrota é caso decidido
Queres vencer, mas como em ti não crês
Tua descrença esmaga-te de vez
Se imaginas perder, perdido estás
Quem não confia em si marcha para trás
A força que te impele para frente
É a decisão firmada em tua mente

Muita empresa esboroa-se em fracasso
Ainda antes do primeiro passo
Muito covarde tem capitulado
Antes de haver a luta começado
Pensa em grande, e os teus feitos crescerão
Pensa em pequeno, e irás depressa ao chão
O querer é o poder arquipotente
É a decisão firmada em tua mente

Fraco é aquele que fraco se imagina
Olha ao alto o que ao alto se destina
A confiança em si mesmo é a trajetória
Que leva aos altos cimos da Vitória
Nem sempre o que mais corre a meta alcança
Nem mais longe o mais forte o disco lança
Mas o que, certo em si, vai firme e em frente
Com a decisão firmada em sua mente

Para que serve o Horizonte

http://1.bp.blogspot.com/_fZWTRKbaNnE/TI8H7ps9ZeI/AAAAAAAAAJw/J4aeVpvn4bg/s1600/HORIZONTE.jpg

Certa vez, alguém chegou ao céu e pediu para falar com Deus porque, segundo o seu ponto de vista, havia uma coisa na criação que não tinha nenhum sentido… Deus o atendeu de imediato, curioso por saber qual era a falha que havia na Criação.

- Senhor Deus, sua criação é muito bonita, muito funcional, cada coisa tem sua razão de ser…mas no meu ponto de vista, tem uma coisa que não serve para nada – disse aquela pessoa para Deus.

- E que coisa é essa que não serve para nada? – perguntou Deus.

- É o horizonte. Para que serve o horizonte? Se eu caminho um passo em direcção ao horizonte, ele se afasta um passo de mim. Se caminho dez passos, ele se afasta outros dez passos. Se caminho quilómetros em direcção ao horizonte, ele se afasta os mesmos quilómetros de mim… Isso não faz sentido! O horizonte não serve para nada. Deus olhou para aquela pessoa, sorriu e disse:

- Mas é justamente para isso que serve o horizonte… para fazê-lo caminhar !

Chris Degaut

Tempos

Há tempos em nossa vida que contam de forma diferente.

Há semanas que duraram anos, como há anos que não contaram um dia.

Há paixões que foram eternas, como há amigos que passaram céleres, apesar do calendário mostrar que eles ficaram por anos em nossas agendas.

Há amores não realizados que deixaram olhares de meses e beijos não dados que até hoje esperam o desfecho.

Há trabalhos que nos tomaram décadas de nosso tempo na terra, mas que nossa memória insiste em contá-los como semanas.

Há casamentos que, ao olhar para trás, mal preenchem os feriados das folhinhas.

Há tristezas que nos paralisaram por meses, mas que hoje, passados os dias difíceis, mal guardamos lembranças de horas.

Há eventos que marcaram e que duram para sempre, o nascimento do filho, a morte do pai, a viagem inesquecível, um sonho realizado. Estes têm a duração que nos ensina o significado da palavra "eternidade".

Já viajei para a mesma cidade uma centena de vezes e na maioria das vezes o tempo transcorrido foi o mesmo.

Mas conforme meu espírito, houve viagem que não teve fim, como há percurso que nem me lembro de ter feito, tão feliz eu estava na ocasião.

O relógio do coração - hoje eu descubro - bate noutra freqüência daquele que carrego no pulso.

Marca um tempo diferente, de emoções que perduram e que mostram o verdadeiro tempo da gente.

Por este relógio, velhice é coisa de quem não conseguiu esticar o tempo que temos no mundo.

É olhar as rugas e não perceber a maturidade.

É pensar antes naquilo que não foi feito, ao invés de se alegrar e sorrir com as lembranças da vida.

Pense nisso.
E consulte sempre o relógio do coração:
Ele te mostrará o verdadeiro tempo do mundo.

Chris Degaut

Sejamos como os porcos-espinhos



Sejamos como os porcos-espinhos


Durante a era glacial, muitos animais morriam por causa do frio.
Os porcos-espinhos, percebendo a situação, resolveram se juntar em grupos. Assim eles se agasalhavam e se protegiam mutuamente.
Mas os espinhos de cada um feriam os companheiros mais próximos.
E justamente os que ofereciam mais calor.

Por isso, eles decidiram se afastar uns dos outros. E voltaram a morrer congelados. Era preciso, então, fazer uma escolha:
Ou desapareceriam da terra ou aceitavam os espinhos dos companheiros.

Com sabedoria, os porcos espinhos decidiram voltar a ficar juntos.
Aprenderam assim a conviver com as pequenas feridas que a relação com uma pessoa muito próxima podia causar. O mais importante, eles sabiam, era o calor do outro. E assim sobreviveram.

O melhor de um relacionamento não é unir pessoas perfeitas.
É conseguir que cada um aprenda a conviver com os defeitos do outro e a admirar suas qualidades.

Se os porcos espinhos aprenderam a viver assim, nós, humanos, podemos fazer muito mais, não é mesmo?
Então mãos a obra:
Elogiar as qualidades do outro faz bem pra saúde e pra alma.

(AD)- Chris Degaut